Resenhas

#Resenha – Sempre Haverá Você – Heather Butler

24, jul, 2017 Anna Furtado

Livro: Sempre Haverá Você;

Autora: Heather Butler;

Editora: Novo Conceito;

Ano: 2017;

Páginas: 256;

Gênero: Ficção Inglesa (Sick-lit);

Skoob × Editora × Submarino

Quando o George escreve as coisas, destaca suas palavras preferidas em negrito. As palavras de que ele não gosta, escreve em letras pequenas e bem magrinhas.
Ele adora a escola, mas detesta o Carl, que é malvado e gosta de colocar medo nas outras crianças.
Ele ama o seu irmãozinho, Theo, mas de vez em quando perde a paciência com ele.
O jogo preferido do George é aquele em que ele e a mamãe brincam com palavras novas. Na verdade, a mamãe é a pessoa favorita do George no mundo inteiro. Ele gosta mais dela do que do seu melhor amigo, Dermo, ou do seu cão fedorento, mas adorado, que se chama Goffo.
Agora que a mamãe ficou doente, está cada vez mais difícil sorrir e inventar versos com o Theo.
Sempre haverá você conta sobre uma família diferente da sua, mas um pouquinho parecida. E de um menino que está aprendendo algumas coisas. Você quer ser amigo dele?

Oi pessoal, tudo bem? Hoje nós vamos falar de um livro bem fofinho da nossa parceira Novo Conceito: Sempre Haverá Você. Bom, vamos lá então?

A primeira coisa que notei quando comecei a ler foram os pequenos fatos apresentado por George: cada capítulo tem um fato que reflete a maneira como George vê o mundo. Alguns são cômicos, outros te fazem refletir, enfim, são, definitivamente, algo que você vai querer ler.

O livro começa com nosso protagonista, George, um garotinho de 11 anos, indo com seus papais adotar cachorrinhos. Todo o livro é visto da perspectiva de George, que é uma criança muito inteligente e esperta. No começo, George narra fatos banais de sua vida, como brinca com seu irmãozinho Théo, de 8 anos, como interage com sua mãe e os cachorrinhos e etc.

Tudo é um mar de rosas, até que a mãe de George é descoberta com câncer e tudo em sua vida muda. Sempre Haverá Você é um livro muito emocionante e tocante, e pra saber o que acontece, você terá de ler, haha. É muito bonita a forma como a autora narra na pessoa de George a forma como ele enxerga a vida, a doença e o que está acontecendo com sua mãe.

A narrativa é leve, descontraída, e apesar do drama, te faz rir e se emocionar com a história. É super interessante a forma com que a autora narra um assunto tão difícil como o câncer e como as crianças lidam com isso. O livro não traz uma super reflexão a cerca do tema, e por isso acredito que sua leitura seja algo mais tranquilo e leve para todas as idades.

Nota: 10/10