Críticas Séries

Hatfields & McCoys | Crítica

06, abr, 2017 Kaio Arantes

Título: Hatfields & McCoys
Temporada: 1 (3 episódios)
Ano: 2012
Gênero: Drama, histórico

Ao fim da guerra civil, “Demônio” Anse Hatfield e Randall McCoy voltam aos seus lares. Os vizinhos que antes eram amigos se tornam rivais e essa rivalidade é brutal e sangrenta, culminando em vários mortos e entrando para a história americana como O Conflito Hatfields-McCoys.

A série produzida pelo canal History foi transmitida aqui no brasil pelo canal Space e pela SBT, chegando nessa primeira semana de abril à Netflix. Tendo no elenco grandes veteranos como Kevin Coster e Bill Paxton, a grande produção tem um misto de histórico e ficção.

Os Hatfields e os McCoys possuíam terras vizinhas, separadas por um rio, que também separava dois estados. Pequenos ressentimentos entre os dois clãs foram se aflorando e se agravando, levando a uma disputa de cerca de 30 anos. Como, na época, as leis não eram tão bem feitas e quase tudo se resolvia na bala, a rixa virou uma guerra.

Hatfields-e-McCoys-critica1

A série é uma grande produção, com excelentes atuações e uma bela ambientação. Peca um pouco no roteiro, não por ser ruim, muito pelo contrário, mas como a trama narra 30 anos de acontecimentos em 3 episódios com cerca de uma hora e meia cada, muita coisa se perde ou acontece muito rápido. Outro pequeno detalhe é a trilha sonora que ora força sentimentalismo em algumas cenas e ora casa perfeitamente.

Por ser pesada, suja e violenta, pode não agradar a muitos espectadores. Dificilmente alguém simplesmente torcerá por um dos lados, como acontece em séries que narra guerras ou disputas. É quase um documentário, mas com livre adaptação da história que permeia o imaginário americano. Ambos os lados tem suas razões e tomam suas atitudes, o espectador apenas acompanha os acontecimentos. Entretanto, é uma grande história, violenta, dramática e comovente.

Hatfields-and-McCoys-3

No elenco é possível ver algumas carinhas conhecidas. Não apenas Kevin Costner (O mistério da libélula, Robin Hood) e Bill Paxton (Twister, Titanic), que interpretam os chefes de cada família, fazem um bom trabalho. Temos também Boyd Holbrook (Logan, Narcos), Jena Malone (Jogos Vorazes), Powers Boothe (24 horas, Sin City), entre outros.

Uma boa trama, podendo se arrastar um pouco, mas boa. Recheada de acontecimentos e reviravoltas, a disputa das famílias Hatfield e McCoy ganharam um excelente registro. Com apenas 3 episódios, essa grande produção merece ser assistida.