Crítica: Como Eu era Antes de Você

O filme estreia amanhã, eu assisti quinta-feira passada… e ainda não consegui processar tudo o que senti!

me-before-you-book

Sinopse:

Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.

 

Opinião:

Começando a falar para quem leu o livro, o filme está lindíssimo! A essência de cada personagem foi respeitada de tal forma que eu, por exemplo, não tive problemas em pensar “mas não foi assim que eu imaginei”. Tudo foi como eu imaginei, a não ser os lugares. Gente… que locações especiais que eles conseguiram para esse filme!

Para quem só vai assistir o filme e não conhece a história: preparem o seu coração… esse é um romance que faz com que você ame mais a você mesmo e a vida que tem.

"Esforce-se. Não se acomode. Viva."

“Esforce-se. Não se acomode. Viva.”

 

Will é um tetraplégico amargurado, cínico e que perdeu toda a vontade de viver para a condição de existir. Antes um homem ativo, atlético e muito bem sucedido, ele se vê em uma situação imposta por um acidente e não consegue aceitar. Do outro lado temos Louisa: provinciana, acomodada na sua vidinha na cidade pequena e logo que se vê desempregada, aceita o trabalho de cuidadora para continuar ajudando a família, que precisa contar com sua renda.

Lou não é forte, não tem outras experiências como cuidadora de pessoas tetraplégicas, e ainda assim consegue o emprego. Logo conseguimos perceber que ela está mais para dama de companhia do que cuidadora (já que existe nesse cenário também o Nathan, enfermeiro do Will).

me-before-you-start

 

Mesmo com sua simplicidade, Lou é um raiozinho de sol na vida das pessoas. Aos poucos, a dinâmica entre ela é Will muda de distanciamento e sarcasmo para companheirismo e admiração de uma forma tão sublime que parece que fazemos parte do processo de aproximação dos dois.

 

A história de Lou e Will não fica presa em romances clichês, até mesmo pela condição em que eles se encontram, mas vai muito além disso. Com a descoberta de Lou sobre si mesma e tudo que o Will tenta mostrar pra ela, você se pega pensando nas mesmas questões. A história tem os dois pés na realidade e você vai se pegar querendo acreditar em magia e milagres ao final desse filme.

me-before-you-beach

 

É um pouco mais difícil falar sobre filmes assim sem entregar muito da história, mas eu tentei, viu?! hahaha

 

Sobre a escolha dos atores… o que falar de Khaleesi e Finnick?
Confesso que fiquei com medo de colocarem eles, com personagens icônicos em suas próprias séries, e isso acabar desviando a atenção e gerar comparações. Só o que posso garantir é que é uma outra Emilia Clarke e outro Sam Claflin que aparecem como Lou e Will. É um outro lado dos atores e 100% os personagens que vemos na telona. A química entre eles é uma coisa que qualquer um percebe e, ver Emilia com seu lado cômico e aquelas roupinhas fofas da Lou e a sinceridade que Sam passa ao retratar os dilemas de Will, me fez entender quanto eles são atores completos. Fora os sotaques amor, né?! <3

 

Passem pelo post do Facebook pra gente conversar mais quando tiverem visto o filme!
Por exemplo, eu li o livro e senti falta da parte do labirinto! Para quem leu o livro… sentiu falta de que parte?

escrito por Kath Pereira
Sempre com dificuldade pra se definir e mesmo assim super clichê. Formada em Jornalismo, amante de um bom livro e de um bom filme. Não sabe se é Rory, Hermione, America, Bella, Ted, Ross... e continua na sua busca por novas aventuras, sejam literárias, seriadas ou reais.

Todos os direitos reservados ao Trechos de Livros - 2016 | Desenvolvimento: WebPixelate